11 ideias práticas e criativas para a decor de Halloween

Halloween tá aí e váaarias festinhas vão acontecer nesse fds. Juntou a galera de última hora? Então vem ver essas 11 ideias para decorar sua festa que não levam muito tempo e são bem práticas, mas super criativas:

1. Compre dentaduras de vampiro, daquelas que vendem em qualquer lojinha de 1 real, e use como um prendedor de guardanapo

11 ideias simples para decor de Halloween 6

2. Pegue uma luva de plástico, encha e água e coloque no congelador: pronto, agora você tem um gelo em formato de mão para seu suco/ponche

11 ideias simples para decor de Halloween 1

3. Derreta vela vermelha em cima de velas brancas para fingir que é sangue. Para ficar ainda mais creep, espete alguns prego e pronto

11 ideias simples para decor de Halloween 5

4. Faça olhos e boca nos copos descartáveis: eles vão ficar parecendo uns fantasminhas

11 ideias simples para decor de Halloween 9

5. Faça um cortinho na ponta da salsicha do cachorro quente para ficar parecendo um dedinho com unha.

dica511 ideias simples para decor de Halloween 4

6. Sirva drinks em seringas

11 ideias simples para decor de Halloween 2

7. Faça fantasminhas de cartolina (que nem no pac man) e pendure com um barbante

11 ideias simples para decor de Halloween 11

8. Que tal escrever uma frase meio de terror no banheiro? Tampa do vaso, espelho, parede atrás do espelho: divertido e fácil!

11 ideias simples para decor de Halloween 8

9. Balões com caras de terror: os olhos e bocas podem ser feitos com papel ou caneta

11 ideias simples para decor de Halloween 3

10. Bananas fantasminhas: os olhinhos e bocas podem ser feitos com bolinhas de chocolate.

11 ideias simples para decor de Halloween 7

11. E para finalizar, porque não fazer um desenho de fantasmas, fácil e rápido, nos potinhos para servir os petiscos?

11 ideias simples para decor de Halloween 10

Grupos no FB que ajudam mulheres na busca por trampos

Mulheres são rivais por natureza? NADA disso! E há grupos no Facebook que provam isso, mulheres em busca por trabalho ou por colaboradoras que ajudam umas às outras, postando vagas de emprego fixo ou freelas, oferecendo produtos, mão de obra para os mais diversos serviços. E tem de tudo: eletricista, desenvolvedora web e mobile, publicitárias, psicologas, ilustradoras, professoras, ufa! E muitas outras vagas e profissionais atrás de job.

A ideia dos grupos 100% femininos é promover o networking entre mulheres em todas as áreas, inclusive nas dominadas por mão de obra masculina. Ah, e claro: aumentar a união entre mulheres e a troca de dicas e experiência entre as mesmas.

Mulher procurando emprego pela internet

Eu sou administradora de um desses grupos e vi ideias MARAVILHOSAS nascerem, assim como trocas incríveis. Exemplo: sabe quando você precisa de um serviço de eletricista, ou encanamento na sua casa? Ou arrumar um PC? É desconfortável receber um homem sozinha em casa (infelizmente, devido a históricos de assédios – inclusive de meninas que conheço). Nisso apareceram muitas mulheres que oferecem esses serviços! Só procurar por lá.

Também tem muita mina procurando por trabalho voluntário e promovendo ONGs e  projetos super bacanas.

Então bora para a lista:

Networking das minas – Divulgação de vagas e de profissionais. Está à procura de mulheres boas no que fazem? Ou é ótima no seu trampo e quer oferecer seu serviço? Então vem! 😉

Serviços das minas de Sampa – Troca de referências de profissionais de confiança para reparos domésticos e outros serviços.

Mulheres do Audiovisual Brasil – Tá no mercado de audiovisual? Então corre pra lá e fique por dentro de vagas, referências e dicas!

Mulheres Desenvolvedoras – Brasil – Agora com o foco na área de desenvolvimento web e mobile, o grupo promove a troca de referências e oportunidades de trabalho para programadoras de diversas linguagens.

Freela das minas: ilustração e texto – Para as minas de design, criação, jornalistas, redatoras, tradutoras, revisoras etc que procuram por trabalho temporário/freelas.

Profissionais/Vagas Feministas – Assim como o Networking das Minas, o grupo tem intenção a intenção de atrair quem procura uma fornecedora, funcionária ou um job feminista.

Feministrampos – Outro grupo que tem a intenção de oferecer ofertas de profissionais entre mulheres, com vagas e oportunidades de trabalho em áreas como economia colaborativa, autoconhecimento, entre outras, todas focadas no público feminino.

Compro de quem faz das minas – Diversos grupos de diferentes regiões que visa a troca/compra de produtos produzidos por mulheres. Tem em:

SP – ABCCEARÁBHPORTO ALEGREPERNAMBUCO

Gente, quem souber de outros grupos é só deixar nos comentários, viu? 😉

Vamos nos unir e conquistar cada vez mais espaço e destaque no mercado de trabalho, todas juntas ♥

Ps: me inspirei nesse texto aqui, artigo de um projeto super bacana que mostra mulheres que fazem a diferença.

6 filmes e 2 séries que você precisa ver na Netflix

A lista de hoje tem de tudo, mas devo dizer que ela tá bem interessante para quem quer ver (ou já viu e curtiu) Stranger Things, já que parte dela é referência ao seriado incrível. Aliás, se você ainda não viu Stranger Things, suuuuper recomendo. Quer sentir uma nostalgia anos 80/começo dos 90s? Quer história sobre amizade de infância? E triângulo amoroso? Suspense, mistério? Ótimas atuações? Ótima trilha sonora? Então corre pra ver essa série que ela tem tudo isso! Por isso é minha primeira dica da lista.

Joyce interpretada por Winona Ryder em Strager Things segura um martelo

O roteiro é super envolvente e te prende do começo ao fim! Winona Ryder que interpreta Joyce está maravilhosa (que mãe!) e também temos Millie Brown, grande surpresa e perfeita atuando como Eleven. Duas grandes heroínas, não sei dizer qual se sobressaí, seguidas por uma terceira: Natalia Dyer, na pele de Nancy, que mostra a força do vínculo entre amigas.

Eleven Mike e Dustin se abraçam em cima de um rochedo perto de um penhasco

Os meninos (Dustin, Lucas, Mike e Will) também são um time e tanto e representam muito bem o companheirismo e lealdade. Tem que ver!

Quero essas crianças tudo pra mim ♥

Conta Comigo

Quatro amigos pré adolescentes dos anos 60 caminham rindo sobre os trilhos adentrando uma floresta Cada um carrega uma bagagem para acampar

Esse foi o primeiro filme que vi depois de Stranger Things, que foi recomendado graças à similaridade com a série. Lembra MUITO a união entre os amigos que é mostrada no seriado e tudo acontece também numa cidade pequena do lado de uma floresta. Claro que tem suas diferenças: Conta Comigo se passa nos anos 60 e os garotos são bem mais “cabra macho”, em parte por terem uma vida pobre sem muitas perspectivas e outra parte pelo machismo em excesso da época, que acompanha o filme todo em frases de xingamento às mães deles (entre eles mesmo) e sobre como eles acham que as garotas são fracas, sempre chamando o amigo de “pussy” quando ele fracassa ou sente medo. Eu particularmente ODEIO isso, mas entendo que faz parte da sociedade da época.

Mas na verdade o filme é beeem sentimental, são amigos muito unidos e que têm uma preocupação especial uns com os outros.

Conta Comigo Filme Frase

No decorrer do filme ficamos cada vez mais ligados aos personagens, que têm suas vidas reveladas aos poucos, na medida em que o enredo se desenrola.

O Enigma de Outro Mundo

Filmes que são jóias escondidas na Netflix

Já falei sobre esse filme em outra lista, mas tenho que relembrar, ainda mais por toda a influência que esse trash dos anos 80 (que é até odiado por muitos, mas não entendo porque é maravilhoso) tem sobre a série.

Conhecido mais por seu nome em inglês, The Thing (a coisa) é um filme estadunidense de 1982, dirigido por John Carpenter e com a participação de Kurt Russell como protagonista. A história se passa em uma base de pesquisa na Antártida e envolve muito terror, suspense e ficção cientifica. Apesar dos efeitos especiais ultrapassados, ele é incrível pelo desenrolar do roteiro e a pulga atrás da orelha que o suspense proporciona durante todo o filme.

Há um poster do filme no quarto de Mike e no meio do seriado também vemos uma cena que recorda bastante a ação do filme.

Caindo na Real

Começamos a sair do universo da série, a única coisa que ela e esse filme têm em comum é a Winona Ryder!

Winona Ryder super gatinha interpretando Lelaina no filme com um óculos escuros e corte de cabelo super anos 90

Também conhecido como Reality Bites, é um filme de 1994 escrito por Helen Childress e com a estréia na direção de Ben Stiller. Conta a história de um grupo de jovens adultos que acabaram de sair da faculdade e ficam super perdidos sobre o que fazer das suas vidas dalí adiante. É estrelado por Stiller, Winona Ryder e Ethan Hawke (que formam o triângulo amoroso do filme).

reality23

Apesar do filme ser dos anos 90, vejo muitos amigos (inclusive eu) representados ali. Sobre expectativas sobre o futuro, como proceder para as coisas acontecerem rápido (se é que precisam ser rápido, pois a vida não é uma corrida). Enfim, recomendadíssimo e obrigatório para quem em está em seus 20 e poucos anos.

The Fundamentals of Caring

Uma produção original Netflix, com uma história daquelas super cativantes, que tem uma pessoa sem esperanças mas que aos poucos o roteiro vai virando uma história de amizade e superação, que te coloca super pra cima, sabe?

Close das caras de Paul Rudd, Selena Gomez e Craig Roberts com sorrisos de orelha à orelha

Bem no estilo Road Movie, The Fundamentals of Caring traz Paul Rudd ♥ e Craig Roberts como os protagonistas, o primeiro um escritor que sofreu grandes perdas na vida e entra num curso para se tornar cuidador, e o segundo é um adolescente com uma doença degenerativa, preso a uma cadeira de rodas e uma rotina entediante, até a vida dos dois se cruzarem.

O filme ainda conta com a atuação da cantora Selena Gomez, no papel de uma garota que foge de casa e pega carona com eles, enquanto os dois estão no meio de uma viagem pelas estradas do país.

Tallulah

Ellen PAge interpreta Lu que está sentada na parte de trás de um furgão com um monte de tranqueira dentro

Outra produção original Netflix (que está arrasando, sualinda!), traz Lu (Ellen Page Maravilhinda), uma jovem independente meio hippie, que teve o seu dinheiro roubado pelo ex-namorado. Pobre e morando em uma van, ela decide procurar a mãe dele, Margo (Allison Janney), que não a conhece e nega ajudar. Em um hotel buscando por comida, Lu conhece uma mãe descuidada para cuidar da sua filha. Lu decide “resgatar” a criança e levá-la até Margo, dizendo que a bebê é a neta dela.

That’s 70 Show

Uma das melhores séries EVER está completa na Netflix! Tudo se passa nos anos 70, com um grupo de amigos em Wisconsin, EUA, e seu dia a dia e o de suas famílias nessa cidade pequena.

Seis amigos posam em cima de uma caixa dagua, são quatro meninos e duas meninas, todos adolescentes

Cada um tem uma personalidade bem distinta: Eric Forman, dono do porão onde a maior parte da história acontece, é bem confuso e certinho, Donna é uma garota inteligente e independente, Hyde é o amigo pobre que gosta de rock e é contra o sistema, Michael é o bonitão burro garanhão, Jackie é a líder de torcida riquinha e mimada e Fez é o imigrante que não consegue se adaptar e vive pagando micão.

Hyde diz AGAINST THE CORPORATE ROCNROLL TAKE OVER

Tudo isso misturado ao humor da turma e frases geniais fazem a série ser super gostosa de assistir para relaxar. São oito temporadas, com uns 20 ep de 20 minutos, então é fácil de engatar um atrás do outro. Quando dá uma enjoadinha, só parar por uns dias, mas quando você voltar vai ser uma maratona assim como na primeira vez.

A série foi a que consagrou Ashton Kutcher e Mila Kunis.

Sexo sem Compromisso

Uma mulher interpretada por Natalie Portman, com cara de surpresa, recebe um buquê de cenouras de um moço feliz, interpretado por Ashton Kutcher

Outra opção para descontrair: filme leve, comédia romântica, perfeito para quem está in love. Ashton Kutcher e Natalie Portman estão super entrosados (e lindos!) interpretando um casal que, no começo, só quer sexo sem compromisso. Mas acho que não é spoiler dizer que já sabemos onde vai dar essa história, né? Achei mais inteligente e engraçado do que o filme Amizade Colorida, do mesmo ano e com a mesma proposta.

3 documentários para assistir na Netflix

Meu novo vício na Netflix são os documentários, já incluí uns 10 na minha lista para ver no próximo mês. Nesse último final de semana assisti três INCRÍVEIS e preciso indicar para vocês (aproveitando que vem feriadão por aí!):

1. She’s Beautiful When She’s Angry

ShesBeautifulWhenShesAngry-_tix

Esse filme traz a história da luta das mulheres, mais especificamente dos movimentos que despertaram em meados dos anos 60, contra o modelo fundado no patriarcalismo e machismo que, infelizmente, impera até hoje na sociedade, às vezes com abordagens diferentes das que as mulheres eram submetidas há 50 anos atrás, mas muitos tão enraizados que são encarados da mesma forma até hoje.

É  obrigatório para quem quer conhecer melhor a luta e ideias por trás dos diversos direitos conquistados e tabus que ainda precisam ser quebrados, além de entender como surgiram os movimentos e suas divisões dentro do feminismo (mulheres negras, mulheres homossexuais, mães) e a gama de assuntos abordados (a participação de mulheres na politica, o aprendizado e poder de decidir sobre o próprio corpo e seu papel dentro da família, obter mais voz nas universidades e no mercado de trabalho).

3 documentários para assistir na Netflix

O documentário, dirigido por Mary Dore, traz o depoimento de grandes ícones dos movimentos feministas americanos durante os anos 60 e 70, já que é o foco maior do filme, porém também faz conexões com os tempos atuais, mostrando que a luta da mulher é infinda.

2. The Propaganda Game

3 documentários para assistir na Netflix

A Coréia do Norte é um dos mistérios do nosso tempo. Sabemos pouco sobre o que acontece dentro das suas fronteiras e quando nós, ocidentais, captamos alguma notícia, ela é extremamente manipulada, muitas sendo levadas até o ridículo.

Alvaro Longoria, diretor espanhol, entra na Coréia e documenta uma realidade longe dos nossos olhos: coreanos aparentemente felizes, porém manipulados por propagandas desde o berço.

3 documentários para assistir na Netflix

O medo de serem invadidos pelos EUA (algo não tão irreal assim) e a pressão midiática e imponente do país formam uma população que veneram o seu líder e a segurança que ele prega. Monumentos e instalações gigantescas e glamourosas despontam no centro da Coréia junto com, pasmem, tecnologia. Mas claro, nem tudo é perfeito. A manipulação e destinos traçados estão presentes nessa sociedade cercada de complexos e mistérios, dos quais o documentário tenta descobrir a verdade (ou as) sobre a Coréia do Norte.

3 documentários para assistir na Netflix

Como comunicóloga com habilitação em publicidade e propaganda, me senti extremamente envolvida pelo assunto. Além do controle propagandista feito dentro do país, fora das fronteiras há a manipulação para quem está do outro lado achar tudo um freak show (não que não seja bizarro em alguns pontos, mas sabemos que as questões do país são levadas à uma imagem esdruxula), esquecendo que não se trata de um circo ou um show de tv, e sim de uma população com quase 25 milhões de habitantes.

3. The True Cost

3 documentários para assistir na Netflix

De onde vem nossas roupas? O preço que pagamos por elas está de acordo com a exploração do mercado de moda nas esferas ambiental e humana?

O documentário é dirigido por Andrew Morgan e traz esses questionamentos à tona. Com visitas aos países sedes das fábricas que exportam as peças para todo o mundo (Bangladesh, Camboja etc) e às grandes plantações de algodão, vemos o dia a dia estressante e perigoso dos funcionários que confeccionam nossas roupas, além da relação perversa entre quantidade x lucro, que faz jornadas de trabalho exaustivas em troca de pouquíssimos dólares no fim do mês, tudo para satisfazer o avanço do nosso consumo inconsciente e desenfreado baseado em promoções cada vez mais agressivas.

3 documentários para assistir na Netflix

Os perigos ao meio ambiente também estão presentes e ameaçam nossas futuras gerações. Todas essas questões são muito impactantes e nos fazem pensar: é justo? Compensa? Estamos falando sobre seres humanos e nossa casa (o planeta), e precisamos pensar (e comprar) mais conscientemente.

Esse documentário mexeu MUITO comigo, já que trata de um hábito que está presente na minha vida e acredito que na vida de muitos que estão lendo meu blog, por isso recomendo assistir o mais rápido possível.

Vai viajar? Então você PRECISA conhecer esse site

Vi essa ferramenta vasculhando a internet por aí e achei MEGA útil e sensacional. A ideia é fornecer ao usuário uma noção do quanto o mesmo vai gastar por dia em sua viagem. Com informações de várias cidades ao redor do mundo e MUITAS do Brasil, o Quanto Custa Viajar é ótimo para saber o quanto precisa levar para não se preocupar com alimentação, estádia, transporte e diversão. O site, no final, até faz um cálculo incluindo o valor das passagens áreas!

Site Quanto Custa Viajar

Funciona assim, você seleciona por meio de menu, mapa ou campo de busca a cidade para onde você quer ir. Coloquei La Paz na Bolívia como exemplo.

Site Quanto Custa ViajarAo clicar em “Calcule quanto custará sua viagem” você pode calcular o total que gastará durante os dias em que estará por lá, além de receber informações do quanto gastará por dia em itens como transporte, alimentação, hospedagem. Coloquei que iria ficar 8 dias:

Site Quanto Custa Viajar

Perceba que eu escolhi a opção mochileiro, mas há ainda a econômica e a conforto:

Site Quanto Custa Viajar

Para ver o quão preciso esse site é, pesquisei sobre a cidade de São Paulo, onde trabalho e conheço bem o dia a dia, e achei que os preços fazem sentido.

Site Quanto Custa Viajar

Então fica dica para quem está programando uma viagem, acho esse site um acesso obrigatório para se planejar melhor. Claro que ele traz valores de consumo tradicionais, mas dá para baratear ainda mais a viagem (ou deixa-la mais cara) de acordo com os interesses dos viajantes.

Mãe de gato: comida natureba

Esse é o gordo, xodózinho aqui de casa. Procurando diminuir as rações com ingredientes transgênicos na alimentação dele, descobri a ração N&D Farmina Grain-Free – uma opção livre de transgênicos, conservantes e corantes artificiais para cães e gatos. Ela é considerada a melhor nessa categoria.

Blog Bruna Nobre - Mãe de gato: comida natureba

Na loja Cobasi há 3 opções de sabores: Laranja com Peixe, Frango e Romã e Cordeiro e Blueberry. Acabei levando as duas últimas para o meu gatin experimentar. Pensei que ia ser difícil convencer o bichano, mas que nada! Logo ele já estava todo in love pela nova ração.

Blog Bruna Nobre - Mãe de gato: comida natureba

Começamos com a de Cordeiro e Blueberry, que também tem uvas, cúrcuma e chá verde. Ambas as rações são enriquecidas com frutas, legumes e essências botânicas como chá verde, alfafa, aloe vera e psyllium. Você pode ver mais informações sobre a composição AQUI (cordeiro) e AQUI (frango).

Mãe de gato: comida natureba

Com fórmulas com 0% de cereais, a ideia é respeitar a alimentação natural dos carnívoros.

Comprei na loja física da Cobasi em São Bernardo do Campo, mas você pode encontra-las pelo mesmo preço na loja online AQUI e AQUI.

Fico feliz que agora o meu gordinho possa ter uma ração menos cancerígena e ainda gostar dela ♥

Essa vovó é (bem) mais cool que você

Helen Winkle, mais conhecida no Instagram por @baddiewinkle, nasceu em 1928 e está fazendo mais sucesso que muita insta girl de 20 anos. O motivo? Ela é a vovó mais cool ever, mais cool até que você (aposto!).

baddiewinkle - a vovó mais cool do insta

A fofa de 87 anos nasceu na cidade de Hazard, meio-oeste dos EUA, vive atualmente em Knoxville, Tennessee, e em dois anos conseguiu quase 2 milhões de seguidores no Insta, graças ao seu estilo descolado e atitude “pra frentex” rs. A ideia de fazer redes sociais (Winkle começou com o Twitter) foi da bisneta, mas conheci a peça graças a um vídeo incrível que já começa com a velhinha falando: “Eu sempre fui uma rebelde. Quando alguém chegava e falava: – Você não pode fazer isso -, eu ia lá e fazia”.

Muito diva e fofa, né? Essa semana lembrei da figura por ter lido sobre a mesma na edição de aniversário da Elle desse mês (que está incrível!).

wp-1463006790630.jpg

Winkle dá uma pequena entrevista para a revista, que têm como tema dessa edição o otimismo. Tem pessoa melhor para representar esse tema?

wp-1463006800924.jpg

Super good vibes!

Além de ser estilosa, ela também tem muita energia e vive indo em premiações e festivais de música, tirando foto com celebs e até dividindo o fogo do cigarettes com elas (e você aí, inventando desculpa para não sair no final de semana).

 

Arrasa muito de biquíni/maiô, super segura e confiante:

keeping it real

A post shared by badddiiie ⚡️🌈🌽💸💖🚬🦋 (@baddiewinkle) on

🌊🌊🌊🌊 @dimepiecela

A post shared by badddiiie ⚡️🌈🌽💸💖🚬🦋 (@baddiewinkle) on

 

E corações desde 1928, mesmo sem os cabelos brancos super CHIC (acho muito elegante cabelo todo branquinho bem cuidado, gente, quero muito ficar assim).

back in the day, still a babe

A post shared by badddiiie ⚡️🌈🌽💸💖🚬🦋 (@baddiewinkle) on

 

Sucesso né? Bora seguir sim ou claro? Tô muito in love por essa véinha! Quero estar com uma super autoestima, empoderada e estilosa assim aos 80 também ♥ muito inspirador.

Um beijo!

and i know when that 📱✨

A post shared by badddiiie ⚡️🌈🌽💸💖🚬🦋 (@baddiewinkle) on

11 vezes que Jess de New Girl foi muito vida real

New Girl é uma série da FOX estrelada pela queridinha Zooey Deschanel, que faz o papel da Jess, uma garota que divide apartamento com mais três amigos: Nick, um barman; Schmidt, um conquistador profissional, e Winston, um ex-jogador de basquete. A amiga Cece, uma modelo LINDA, também participa do dia a dia da comédia.

11 vezes que Jess de New Girl foi muito vida real

Muitos acham que Jess é uma garota estranha, mas na verdade acho ela completamente normal (talvez um pouco mais atrapalhada do que a maioria das pessoas, mas até aí eu também não sou muito boa nesse quesito), com as neuras que todas de nós temos na vida. A única diferença é que ela se mete mais em situações engraçadas do que uma pessoa comum (claro, é uma série de tv, né?), mas separei 11 caracteristicas e situações das quais Jess = eu, e aposto que muitas de vocês vão se identificar também.

1. FRANJAS

11 vezes que Jess de New Girl foi muito vida real11 vezes que Jess de New Girl foi muito vida real

Quem tem franja e nunca passou por esse desgosto que atire a primeira pedra.

2. PAIXÃO EXAGERADA POR COMIDA

11 vezes que Jess de New Girl foi muito vida real

Amor verdadeiro ♥

3.  APRECIAR A SENSAÇÃO DE TIRAR/NÃO PRECISAR USAR SUTIÃ EM CASA

11 vezes que Jess de New Girl foi muito vida real

E te fazer pensar duas vezes antes de sair de casa por isso significar ter que colocar um sutiã (y).

4. QUANDO VOCÊ SABE QUE A VIDA PROVAVELMENTE ESTÁ “OK”, MAS ACONTECE ALGO E VOCÊ QUER MORRER

11 vezes que Jess de New Girl foi muito vida real11 vezes que Jess de New Girl foi muito vida real

Seja por vergonha, raiva, tristeza, decepção, insegurança enfim… a listinha de sentimentos bad trip da vida.

5. MAS A RAIVA TE FAZ TER OUTRAS VONTADES ÀS VEZES…

11 vezes que Jess de New Girl foi muito vida real

Que acabam com você comendo mais que o normal.

6. E ELA TAMBÉM FICA NA FOSSA, SE AFOGANDO EM VINHO E POP MUSIC…

11 vezes que Jess de New Girl foi muito vida real

…que muitas vezes, apesar de você ter na sua playlist mais classic rock e alternative music, se resumem em músicas sentimentais que os adolescentes escutam no rádio. ~ A parte boa de ser adulta é a liberdade de não se preocupar com a lista que aparece no Last.fm, pois só Deus pode te julgar.

7. ELA É UMA MULHER INDEPENDENTE E EMPODERADA, E SE VOCÊ NÃO GOSTA DISSO, “WHATEVER”

11 vezes que Jess de New Girl foi muito vida real

Eu também, fica a dica.

8. E TAMBÉM NÃO ACHA QUE SE CASAR E TER FILHOS É O ÚNICO DESTINO FELIZ PARA ALGUÉM…

11 vezes que Jess de New Girl foi muito vida real11 vezes que Jess de New Girl foi muito vida real

…e não entende o porque das outras pessoas não aceitarem isso. Eu mesma não aguento mais perguntas sobre quando vou me casar ou se quero ter filhos (e isso porque eu tenho só 23 anos!). Na verdade, pessoas me pressionando sobre o que eu devo fazer sobre a minha vida (sim, ela é minha!) é o que me deixa triste. Acho que são questões MUITO sérias para outras pessoas ficarem no seu pé, te forçando a tomar uma decisão e dizer que você vai ser infeliz se fizer diferente (oi? Acho que casar e/ou ter filho por pressão é mais plausível ao erro, e quem disse que essa é a fórmula certa para todo mundo?). Por isso apenas PAREM. As pessoas vivem direito quando vivem do jeito que querem, quando vivem o que planejam para A VIDA DELAS. ~TEVE TEXTÃO SIM!~

9. SOBRE VOCÊ ESTAR TÃO EXAUSTA QUE O SEU HOBBIE PREFERIDO É DORMIR

11 vezes que Jess de New Girl foi muito vida real

Principalmente sexta à noite. Lembra quando você pensou que na sua vida adulta ia ter festinha todos os finais de semana? HAHAHA

10. EU POSSO ATÉ SABER O QUE EU QUERO PRA MINHA VIDA, MAS NÃO ME PERGUNTE SE O AZUL FICOU MELHOR QUE O VERMELHO

11 vezes que Jess de New Girl foi muito vida real

…ou qual é o melhor presente pra minha sogra, ou se é melhor servir mini pizzas do que esfihas, ou onde vamos jantar hoje à noite…

E PARA FINALIZAR: OK, PODEMOS SER MEIO ESTRANHAS, MAS AMAMOS ISSO!

11 vezes que Jess de New Girl foi muito vida real

E esse é o segredo de tudo, se amar!

New Girl foi até a 5º temporada porque a Zooey ficou gravidíssima! Mas a temporada seis já foi renovada. ♥

8 coisas que todo mundo deveria fazer sozinho pelo menos uma vez

Há coisas que são muiiito legais de se fazer acompanhadas, mas também é sempre bom tirar um tempo só para nós mesmas, né não? Listei 8 coisas que muitas vezes são tabus de se fazer sozinhas, seja por insegurança (em relação à imagem, o que as pessoas vão achar) ou até uma faltinha de coragem (de se virar só), mas que no fim são experiências recompensadoras – por serem relaxantes, trabalharem a nossa confiança e autoconhecimento e darem um friozinho na barriga de emoção…

Vamos lá:

1. Viajar

Blog Bruna Nobre: 7 coisas que você precisa fazer sozinho pelo menos uma vez

Parece assustador no começo, mas no final a experiência é muito recompensadora. Desde pegar o avião sozinha até chegar na cidade e fazer o SEU próprio itinerário, o que dá uma sensação de liberdade incrível. Não esperar por ninguém para resolver seu dia (como você irá se locomover, ou comer, ou o que visitar – ou até mesmo coisas bestas, do tipo acabou o shampoo e ter que ir no supermercado local comprar) te dá uma sensação maravilhosa de autossuficiência.

2. Sair para comer em um restaurante bacana

Blog Bruna Nobre: 7 coisas que você precisa fazer sozinho pelo menos uma vez

Talvez viajar seja demais para um começo… ok, aqui vai uma boa para quem quer iniciar de um jeito mais easy: fazer uma refeição incrível sozinha. Eu particularmente sempre achei o ato de comer algo meio individual. Comer para comemorar algo com os amigos é super válido, mas no dia a dia não vejo problema em ir almoçar ou jantar sozinha. Eu sei que isso é algo que varia de pessoa para pessoa, por isso se você curte comer sempre acompanhada, pode ser estranho no começo e passar insegurança, mas relaxe! Sair para comer só apenas afirma sua confiança em você mesma (e é um ótimo exercício para trabalhar sua segurança). Pode ser mais fácil começar com um almoço, depois passe para um jantar em um lugar bacanudo. Promova um encontro entre você e essa “pessoa” incrível que é a sua própria companhia! Bônus se for uma longa refeição com entrada, prato principal e sobremesa.

3. Beber

Blog Bruna Nobre: 7 coisas que você precisa fazer sozinho pelo menos uma vez

Sair para beber sozinha parece algo transgressor e rebelde, mas no fim das contas é um hábito surpreendentemente relaxante e de boa (eu pelo menos encaro assim). Sabe aquele fim de tarde de uma sexta, fechando uma semana cheia? Ninguém para ir pro bar com você em um Happy Hour? Não tem problema! Vá para um lugar bacana e peça um vinho, uma cerveja ou qualquer outra coisa que você curta. E em um final de semana, com vontade de sair e aproveitar a tardezinha? Faça o mesmo! Traga um livro, caderno, tricô, qualquer coisa. Esteja avisada, no entanto, de que há pessoas que vão ler esse ato como um convite para paquera. Corte o papo imediatamente (ninguém tem o direito de te interromper, esteja você sozinha ou não!), a não ser que você esteja a fim de paquerar também, nesse caso, vá em frente 😉

4. Ir ao cinema

Blog Bruna Nobre: 7 coisas que você precisa fazer sozinho pelo menos uma vez

O cinema é um lugar mágico, onde todo mundo entra dentro da história e se desliga do resto do mundo. Por isso não é tão difícil fazer desse um momento relaxante só seu. Além disso, você tem mais tempo de digerir o filme antes de ouvir outras opiniões.

5. Ir à praia

Blog Bruna Nobre: 7 coisas que você precisa fazer sozinho pelo menos uma vez

… ou ao parque. Na verdade a ideia aqui é ter contato com a natureza. Faça um piquenique, leia um livro ou apenas sente e aprecie a vista (e o som) em companhia própria.

6. Visitar um museu

Blog Bruna Nobre: 7 coisas que você precisa fazer sozinho pelo menos uma vez

Assim como os filmes, outras obras de arte são capazes de fazer você se desligar do mundo e viajar. Ir ao museu sozinha é outro hábito super relaxante. Você vai demorar mais nos quadros que VOCÊ quer e pular as exposições que não te atraem. Vai fazer suas próprias análises das obras e vai poder fazer tudo no seu ritmo. Se quiser sair do museu só de noite, ou dar uma passadinha mais rápida, tudo é critério seu e apenas seu.

7. Ir a um show ao vivo

Shows geralmente são feitos em lugares escuros, muito cheios e com o som MUITO alto, o que não é nada propício a bater papo anyway. Você vai estar ali, apenas você, a música e a sua dança.

8. Visitar um prédio/casa/templo aclamado pela arquitetura ou história

Blog Bruna Nobre: 7 coisas que você precisa fazer sozinho pelo menos uma vez

Além de apreciar o ambiente (decoração, arquitetura), há sempre uma carga emocional e que mexe com a nossa imaginação. No caso de casas e prédios: quem morou ali, quantas pessoas passaram por lá, o que elas faziam. Templos religiosos podem ter um significado a mais quando relacionados à fé da pessoa e à energia de prece e solidariedade que esses lugares carregam. Sentar, olhar as janelas, o teto e pensar, deixar a imaginação e sentimentos te levarem. É incrível.

Me inspirei em um vídeo do BuzzFeed para fazer esse post. Alguns tópicos estavam lá e inclui mais alguns ♥

Sobre ser Bela, recatada e do lar…

Esse assunto tem dado o que falar e preciso falar sobre ele! Vi um post no Blog Futilidades QUE GOSTO MUITO e me inspirei. Inclusive, vou copiar algumas frases da Carla (estarão em itálico) porque achei as colocações dela MUITO perfeitas. Vou apenas completar com minha visão e realidade. Então vamos lá:

O bafafá começou quando uma revista (de alto nível de circulação e influência) fez uma matéria sobre Marcela, a esposa do vice presidente Michel Temer. Não vou botar o link porque não estou afim de dar mais acessos para essa publicação, mas para quem não leu ou está boiando sobre isso, a capa traz Marcela Temer com a seguinte frase: Bela, recatada e do lar.E na matéria dentro da revista vemos mais problemas: são linhas e linhas falando (e diria que até tentando nos convencer) de ela é a mulher perfeita e Michel Temer é um sortudo por ter uma parceira que vive para cuidar da casa e do filho, usa vestidos na altura dos joelhos e é muito mais nova do que ele.

Blog Bruna Nobre: Bela, recatada e dor lar

Oi?
O problema aqui não é escolher cuidar da casa, largar tudo e cuidar dos filhos e muito menos usar vestidos na altura do joelho. Essa é uma escolha que não é mais nem menos digna para ninguém. Não julgo quem vai no cabeleireiro, na esteticista, malha o dia inteiro e tem vida de artista. Não julgo quem prefere ser recatada. Não julgo mulheres novas que resolveram se casar com homens mais velhos. O problema aqui é passar a imagem de que esse é o papel da mulher perfeita, da mulher digna. Peraí, e quem NÃO quer ser dona de casa? Quem prefere se dedicar a carreira? E a mulher que não quer ter filhos? Prefere saias mais curtas? É menos Digna? É menos perfeita? NÃO!

Blog Bruna Nobre: Bela, recatada e dor lar

Aqui estamos julgando uma revista como a Veja, de tamanha visibilidade, voltar no tempo e querer vender que o papel perfeito para uma mulher são os costumes e dia a dia que Marcela Temer escolheu para ela. Julgo mais ainda ao saber que foi uma jornalista que assinou o texto.

Blog Bruna Nobre: Bela, recatada e dor lar

LUGAR DE MULHER É ONDE ELA ESCOLHER. Inclusive, escolher o que fazer da vida é um direito de todas as mulheres (na verdade é um direito de todo e qualquer ser humano). Se ela quer ser recatada e do lar, ninguém tem nada a ver com isso. O problema é pensarem que ela é modelo único de esposa para todos os homens que querem se sentir sortudos.

Eu vou pro bar, não pretendo ser dona de casa, nem passa pela minha cabeça ter filhos e, apesar de ter algumas saias midis no guarda roupas, esse modelo está longe de ser o mais usado no meu dia a dia, assim como muitas amigas minhas, todas muito gente boas. DIGNAS, PERFEITAS e com namorados (ou namoradas) sortudxs também. Ou sortudas por estarem muito bem sozinha, obrigada.

Pois acho que realmente sortudo é o casal que está feliz, que tem como parceiro alguém que o respeite, ame, seja companheiro, independente da beleza, do comportamento ou da profissão, não é mesmo?

Acho super legal a campanha #belarecatadaedolar para destruir essa ideia de que mulheres com outros comportamentos não são aceitáveis ou bem vistas. Quem sabe um dia a gente consiga chegar em um tempo onde todas seremos belas (independente do peso, idade ou tipo de cabelo), bem resolvidas (isso é, se quisermos ser recatadas ou devassas, é um problema nosso e só nosso) e com a profissão que nós escolhermos, seja ela “do lar” ou “do mundo”.