Meu roteiro turístico em Brasília

Brasília me ensinou que quando a gente vai para uma cidade turistar, surgem várias dúvidas sobre por onde começar e o que ver depois. Por isso é importante fazer um roteiro para não se perder.

Blog Bruna Nobre: BrasíliaO meu foi feito em cima da hora, pois é uma lição que só aprendi agora haha, mas talvez dê um help para quem vai para Brasília. Tive a ajuda de uma amiga que nasceu e mora lá até hoje, do noivo dela e do Google, claro.

Vamos lá:

Sexta-feira

Fiz um tour pelo Congresso Nacional. Lá é aberto diariamente das 8h30 até às 17h30, e de meia em meia hora saem turmas com um guia. Precisa ter atenção com os trajes: sem saias muito curtas ou bermudas, os sapatos precisam cobrir todo o pé, tipo sapatilhas (nada de rasteirinhas ou chinelos).

Fui subindo (nesse dia eu estava sozinha) pelos ministérios até a Catedral de Brasília e andei até o Shopping Conjunto Nacional para fazer umas comprinhas na farmácia. Minha amiga me encontrou lá e fomos para um barzinho chamado 5uinto, que fica na CLN 102, Bloco A, s/n – 56 – Asa Norte, DF, 70722-510

Sábado

Começamos o dia já atravessando a Ponte JK

#arch

A post shared by Bruna Nobre (@bru.nobre) on

Partimos então para a Torre de TV. Lá você sobe e tem uma vista privilegiada da cidade.

Infelizmente no dia o elevador estava em manutenção e conseguimos ir só até o mezanino, mas mesmo assim valeu a pena: lá vimos uma vista linda da praça dos três poderes e conhecemos um mural de Athos Bulcão.

Na pracinha embaixo da torre tem uma feirinha hippie com muita coisa bonita e barata. Vale a pena dar uma olhada! Ela está lá só aos sábados.

Processed with VSCO with hb2 preset

Mural de azulejos feito por Athos Bulcão

Depois seguimos para a Catedral de Brasília. Na sexta eu não consegui entrar nela, então ainda havia algumas coisas para ver por lá.

A luz #arch

A post shared by Bruna Nobre (@bru.nobre) on

QUE LUGAR MARAVILHOSO! Eu já era apaixonada antes de conhecer pessoalmente, é a obra de Niemeyer que eu mais gosto.

Se for até lá, não deixe de fazer o truque do som (você fala próximo da parede e a outra pessoa escuta de outro ponto dela, com o ouvido próximo. Sério, é bizarro). Achei um vídeo no Youtube para exemplificar melhor:

Fomos depois no Museu Nacional de Brasília, que fica entre a Catedral e a Biblioteca Nacional. Lá está tendo uma exposição de fotos p&b.

#vscoart #vscogood #vscogrid #vscobrasil

A post shared by Bruna Nobre (@bru.nobre) on

A arquitetura do museu tem vários traços de Niemeyer: rampas, curvas, esferas.

A próxima parada foi o Memorial JK, que foi também o primeiro lugar que tivemos que pagar para entrar (R$10 inteira).

O museu conta toda a trajetória do ex presidente, desde sua infância. As partes mais legais para mim foram 1. a biblioteca: o senhor que estava na porta explicou várias coisas maras, muitas curiosidades, inclusive de outros pontos turísticos. O mais legal foi perceber que a ponta do sapato do JK em um quadro pintado por Portinari, que está na porta da biblioteca, sempre aponta o bico para você, não importa de que lado do quadro você estiver, 2. o segundo andar – que traz fotos, faixas diplomáticas e tem a salinha com os restos mortais de Kubitschek. O teto é feito por vitrais vermelhos que iluminam o caixão.

Enceramos a noite em um barzinho no Pontão, se eu não me engano chamava Mormaii Surf Bar.

Domingo

Começamos o dia com uma visita a Ermida Dom Bosco. É um parque que possui uma vista linda do Lago Paranoá. É uma homenagem ao santo que, segundo a história, previu a construção da cidade.

Os limites do parque vão até a beira do lago, onde tem um pier e a galera mergulha (leve biquíni!). Muito lindo.

Depois fomos conhecer o Palácio da Alvorada. Infelizmente, o único dia de visita são as quartas-feiras, das 15h às 17h (não iria estar mais lá 😦 ), então tivemos que dar uma olhada de fora mesmo haha

Próxima parada: Palácio do Planalto. Este só abre aos domingos, das 9h30 até às 14h

#arch 🏰

A post shared by Bruna Nobre (@bru.nobre) on

Ele também possui um tour guiado, que sai de meia em meia hora. Lá dentro, além da arquitetura incrível de Oscar Niemeyer, há várias pinturas, esculturas e móveis assinados por grandes artistas brasileiros. Uma coisa linda ♥

Depois, atravessamos a rua e fomos dar uma olhada na maquete da cidade, que fica no espaço Lúcio Costa, embaixo da praça.

Próxima parada: Catetinho.

Uma casa construída em 10 dias para que JK e sua família ficasse durante a construção de Brasília.

#vscocam #vscogrid #vscogood #arch #vscobrasil

A post shared by Bruna Nobre (@bru.nobre) on

Depois a gente foi comer a pizza Dom Bosco, que é a cara de Brasília e está lá desde 1960, ou seja, desde a inauguração da cidade. Após a pizza, fomos até a Igrejinha Nossa Senhora de Fátima, onde encontramos outro mural de Athos Bulcão do lado de fora. Não conseguimos ver o lado de dentro direito, pois estava fechada, só deu para olhar entre as frestinhas da porta (e já deu para perceber o quanto ela é linda, toda de cristais por dentro).

Adorei conhecer Brasília com vocês! @anaisadebrito obrigada ❤ #saudades #bsb

A post shared by Bruna Nobre (@bru.nobre) on

Logo depois, começamos a saga para comer pescoço de peru, uma comida de boteco que só tem lá. Mas não encontramos nenhum bar que vendesse aberto 😦

Então a gente foi pro Coco Bambu, um restaurante com uma vista perfeita para o Lago Paranoá. E assim nosso domingo terminou: tomando caipirinha vendo meu último pôr do sol na capital do país, com uma vista linda.

Segunda-feira

Escolhemos um último lugar para ir, que acabou sendo o Templo da Boa Vontade. Um templo ecumênico, aberto 24h para meditação.

e fechamos minha visita em Brasília almoçando na Padaria Belini, um lugar tradicional e clássico de lá.

AMEI essa cidade! Tem que entrar na lista de todo mundo em os lugares para visitar durante a vida. A arquitetura, disposição da cidade, planejamento de trafego, é tudo diferente do que eu já tinha visto. Não tem muitos semáforos, por exemplo, porque as rotatórias e tesourinhas organizam o trânsito.

Por outro lado, é uma cidade ruim para andar a pé.

Mas enfim, pretendo voltar um dia e conhecer o que ficou faltando! Não consegui ir no Palácio do Itamaraty, por exemplo 😦 mas voltarei, me aguardem! ♥

Anúncios

2 comentários sobre “Meu roteiro turístico em Brasília

  1. Erika disse:

    Oi Bruna, estou amando seu blog, e só pra ficar mais perfeito ainda seu post, só corrigir alguns errinhos.
    ” Depois, atravessamos a rua e fomos dar uma olhada na maquete da cidade, que fica em um espaço (ESPAÇO LÚCIO COSTA) embaixo dA PRAÇA. ”
    ” Encerramos a noite em um barzinho no PONTÃO, se eu não me engano chamava Mormaii SURF BAR.”
    Venha mais vezes à Brasília, aqui não tem praia, mas tem muito lugar legal pra conhecer.
    Bjs 😉

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s